Desaceleração no preço dos imóveis novos em SP

Publicado em: 07/05/2013

 

O preço dos imóveis prontos está apresentando sinais de desaceleração no país. Em algumas regiões da capital paulista foi registrada até a queda nos preços, de acordo com o Índice FipeZap.

Entre janeiro e abril, em apenas 5 das 16 cidades pesquisadas, os preços dos imóveis usados subiram abaixo da inflação acumulada no período. No Distrito Federal, a alta foi de 0,1%; em Santo André e em São Caetano, 2,3%; em São Bernardo, 2,2%, e em Recife, 1%.

Em São Paulo, os preços subiram 3,8%, mas em 33 das 125 regiões monitoradas a alta de preço ficou abaixo da inflação do período. Bairros como Sumaré, Ibirapuera, Capão Redondo, Vila Monumento, Parque do Carmo, Pari e Parque da Mooca registraram queda nos preços.

O mercado imobiliário está passando por um momento de liquidez, fator que contribui para a oferta de imóveis. Às vezes, os lançamentos demoram até mais para serem comercializados do que os imóveis usados. Com os descontos oferecidos nos imóveis parados, a comercialização destes torna-se mais frequente para quem busca a casa própria.

Apesar do aumento na quantidade de apartamentos com 3 dormitórios e a redução nos tamanhos da área útil, esse tipo de imóvel contribuiu para a redução geral dos valores, com queda de 17,6%. Em janeiro e fevereiro deste ano, o preço médio do metro quadrado reduziu de R$ 6.777,07 para R$ 5.584,79, de acordo com a Embraesp.

Pretende comprar um imóvel com a sua carta de crédito? Perceba que um imóvel no valor R$100 mil, você pode pagar parcelas a partir de R$702,78. Faça uma simulação e conheça outros planos.

Com um valor mais acessível, no consórcio de imóveis você realiza a sua compra programada, sem juros e sem entrada. Ao ser contemplado, a sua carta de crédito se torna uma garantia de compra e você poderá adquirir um imóvel em qualquer região do país. Você também pode utilizar este benefício para quitar um financiamento, desde que seja em nome do próprio consorciado.



Veja mais notícias