Você sabe como declarar seu consórcio no IR?

Publicado em: 15/03/2012

Até o dia 30 de abril os brasileiros deverão declarar o Imposto de Renda e a expectativa da Receita Federal é de receber 25 milhões de declarações. O horário limite para o envio pela internet é 23horas 59minutos 59 segundos do último dia de abril, e até lá você precisa tirar todas suas dúvidas para não ficar na malha fina.

Pensando nisso, nós do www.consorciodeimoveis.com.br conversarmos com Dr. Marcelo Valente, gerente da área jurídica do Embracon, empresa administradora de consórcios. Leia o que disse Marcelo e esclareça suas dúvidas sobre como declarar seu consórcio no Imposto de Renda.

Quando o consorciado deve declarar o consórcio e de que maneira?

Dr. Marcelo Valente: A declaração de consórcio no IR é obrigatória, e deve ser feita na ficha “Bens e Direitos” desde que o consórcio tenha sido adquirido anteriormente ao ano da declaração. Por exemplo, um consórcio adquirido em 2011 será declarado em 2012.

Quais os principais cuidados que o consorciado deve ter ao declarar seu consórcio?

Dr. Marcelo Valente: Conforme manual  de preenchimento do IRPF 2012 o consórcio NÃO deve ser declarado como “Dívida e Ônus Reais”. O lançamento deve ser feito na ficha de “Bens e Direitos”. Para declarar a cota de consórcio é importante que você obtenha junto a sua administradora de consórcio o “extrato de pagamentos” realizado em 2011, possibilitando o lançamento correto dos valores em sua Declaração de Imposto de Renda. Se houver aquisição de bem, tenha em mãos a nota fiscal de compra ou da escritura pública de compra e venda no caso de imóvel para lançamento do valor da aquisição.

Quem entrou em um grupo de consórcio de imóveis, mas ainda não foi contemplado, deve declarar?

Dr. Marcelo Valente: Sim, se a cota de consórcio está ou não contemplada e mesmo independentemente se o consórcio é de imóveis, automóveis ou serviços deve ser declarado.


Veja mais notícias