Procura por consórcios cresce principalmente de imóveis

Publicado em: 30/03/2010

O sistema de consórcios apresentou resultados acima das expectativas, no segmento de imóveis e automóveis no primeiro bimestre do ano, de acordo com os dados divulgados pela ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios).

No setor de imóveis, pouco antes da entrada em vigor do uso do FGTS, houve um crescimento de 46,4% nas adesões ocorridas no confronto com o mesmo período no ano passado, saltando de 25 mil para 36,6 mil novas cotas. Nos automóveis, a alta foi de 38,7%, passando de 56 mil para 77,7 mil.

O volume de negócios realizados em janeiro e fevereiro, considerando todos os setores (veículos, imóveis, eletroeletrônicos e serviços), somou R$ 8,6 bilhões, montante 43,3% acima do registrado no mesmo período em 2009.

O sistema de consórcios atingiu a marca de 3,8 milhões de participantes ativos em fevereiro, com alta de 5,5%. A comercialização de novas cotas registrou aumento de 8,9%, subindo para 311,8 mil.

"Os consórcios vivem um bom momento. Características como a ausência de juros e parcelamento integral, aliados ao aquecimento da economia e da segurança no emprego, têm gerado uma procura constante e crescente", afirmou Paulo Roberto Rossi, presidente da ABAC.



Veja mais notícias