Lula anuncia mais 656 casas do “Minha Casa, Minha Vida”

Publicado em: 17/03/2010

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef participaram nesta sexta-feira (12), em Londrina, da inauguração de uma empresa de telecomunicações e anunciaram a construção de mais 656 casas para famílias com renda de zero a três salários mínimos, pelo programa “Minha Casa, Minha Vida”. A entrega das casas está prevista para o próximo ano.

As famílias beneficiadas serão selecionadas pela prefeitura de Londrina, por meio de um cadastro já realizado pela Companhia Nacional de Habitação (Cohab). Nesta etapa serão investidos R$ 29,5 milhões.

“Nossa ambição não tem limite. Se preparem, pois antes construíamos 200 mil casas populares, hoje aprendemos a construir um milhão”, enfatizou o presidente Lula, que afirmou ainda que hoje o Fundo Monetário Internacional (FMI) não palpita mais na economia brasileira e sim o Brasil que empresta dinheiro ao FMI. “Se o século XIX foi da Europa e o século XX foi dos Estados Unidos, o século XXI será do Brasil”, destacou.

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, enfatizou que para o governo federal o programa é fundamental. “Sem um teto nenhum de nós tem dignidade. Este é um programa que dá cidadania. Por isso é uma obrigação do governo dar teto a população marginalizada. Este programa gera emprego e garante teto”.

Dilma explicou ainda que, preferencialmente a mulher se torna a proprietária do imóvel. “Somos 52% da população brasileira. A mulher é que administra a casa e é a mãe de todos”.

O superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Roberto Luiz Bachmann, afirmou que “a construção das moradias do programa “Minha Casa, Minha Vida” está gerando mais de 6 mil empregos diretos, vitalizando a economia de Londrina e região norte do Paraná”.

O prefeito Barbosa Neto disse que as casas do programa vão garantir moradia para mais de 16 mil pessoas. “Este é um direito que as famílias conquistam com a casa própria”.

Já foram investidos pelo governo federal, através do programa "Minha Casa Minha Vida", cerca de R$ 202,8 milhões para a construção de 4.309 unidades habitacionais, na região norte do Paraná que é composta por 92 municípios.

As famílias beneficiadas serão selecionadas pela prefeitura de Londrina, por meio de um cadastro já realizado pela Companhia Nacional de Habitação (Cohab). Para as famílias que ganham até três salários mínimos, o valor da parcela será de 10% da renda, chegando ao valor mínimo de R$50 a parcela. O prazo de pagamento é de até 10 anos, com subsídios quase integrais e isenção do seguro. E também isenção das tarifas cartoriais.



Veja mais notícias