Comprar ou alugar um imóvel? Planejamento ajuda nessas horas

Publicado em: 27/03/2017
Comprar ou alugar?

A dúvida ainda surge – comprar ou alugar um imóvel? A resposta vai depender da sua necessidade e da sua disponibilidade financeira. Mesmo com a queda real de 3% nos preços dos imóveis, segundo pesquisas FipeZap, o consumidor ainda se sente inseguro ao fechar um negócio.

Quando o assunto é alugar, é preciso levar em consideração, que o locatário não terá qualquer benefício decorrente da valorização do imóvel, diferentemente daquele que compra. Além disso, o valor doa aluguel geralmente aumenta ano a ano, conforme a variação do IGP-M. Alterações ou benfeitorias no imóvel, como pinturas e reformas não podem ser feitas sem a prévia autorização do proprietário. Vale lembrar que é preciso seguir as cláusulas contratuais e no término de um contrato, você pode ou não ter que sair em busca de um novo imóvel.

Entre tantas opções, quando há planejamento e economia, a compra de um imóvel pode estar ao seu alcance, mesmo que seja para médio ou longo prazo, como no sistema de consórcios. Nesses casos, a aquisição programada facilita para quem está na dúvida e ajuda a poupar mais em um prazo maior, com tranquilidade e segurança.

A compra pelo consórcio funciona como uma poupança. Mensalmente, você e demais participantes de um grupo de consórcio contribuem mensalmente com valores correspondentes ao parcelamento total do imóvel desejado, sem a incidência de juros ou parcelas intermediárias. Portanto, todos precisam manter os pagamentos em dia para que a contemplação não seja prejudicada.

O consórcio facilita a negociação e ainda proporciona poder de compra à vista. Independentemente do imóvel, novo ou usado, comercial ou residencial, você pode adquirir o seu em prazos maiores e parcelas mais acessíveis.

Faça uma simulação de consórcio imobiliário e confira todas as vantagens que estão ao seu alcance!

Veja mais notícias